Como Produzir um Livro Independente?

As 6 etapas essenciais para produzir um livro independente de maneira profissional: preparação, capa, diagramação, revisão e impressão e mais
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Hoje, produzir um livro independente é uma realidade. Ou seja, a ideia de um autor produzir e publicar seu livro, sem passar pelo desanimador processo de aceitação ou aprovação de editoras, está cada vez mais acessível a todos!

Mas, isso não quer dizer que transformar seu texto em um livro seja tarefa fácil.

Para atingir melhores resultados é preciso conhecer um pouco o processo de produção editorial. Assim, é possível evitar que você publique um livro com qualidade inferior ao potencial que o seu conteúdo tem.

A ideia deste artigo é, justamente, apresentar a vocês as etapas de produção de um livro independente:

  1. Preparação do original
  2. Capa de Livro
  3. Projeto e Diagramação
  4. Isbn e Ficha Catalográfica
  5. Revisão
  6. Impressão

1. Preparação do original

Esta é uma das etapas mais importantes e decisivas para a qualidade final de sua publicação. É a etapa que vai ajudar seu texto a ter “cara de livro”. Etapa vital para quem não é um escritor profissional e está utilizando o livro para alavancar seus produtos ou serviços profissionais (coaches, consultores, profissionais especialistas, palestrantes etc).

A maioria dos autores confundem a preparação com revisão. Mas, são duas etapas diferentes.

A preparação é uma análise e intervenção mais profunda realizada sobre o texto. E ela é feita sempre sobre o original do autor (em word), ou seja, antes da diagramação. Por outro lado, a revisão é feita sobre o livro já diagramado. Por isso é que falaremos dela mais adiante, apenas no item 5.

O objetivo do preparador é trazer qualidade editorial a seu texto original. A fim de deixá-lo mais inteligível e fluido, mas sem descaracterizar o que a autora ou o autor escreveu.

Estão entre as tarefas do preparador:

  • realizar a padronização de estilos (citações, itemização, notas, tabelas, legendas, sinais gráficos, itálicos, negritos, etc);
  • organizar e ordenar melhor o texto (sentenças e paragráfos);
  • fazer ajustes de coesão e de coerência do conteúdo;
  • melhorar a fluidez do texto, facilitando a leitura;
  • fazer a primeira correção de erros de ortografia, pontuação e gramática.

2. Capa de Livro

A capa é o principal elemento de toda divulgação comercial de seu livro. Afinal, é ela que protagoniza todas as peças de divulgação de sua obra. É a capa de seu livro que vai atrair a atenção de seu leitor nas prateleiras das livrarias físicas e nas páginas da Amazon.

Muitos autores (e até editoras) deixam a criação da capa para o final do processo. É um grande erro. Com a capa pronta, o autor ou autora independente já pode iniciar a produção do material de divulgação do livro e, enquanto seu livro está em produção (diagramação, revisão, etc), já pode iniciar o processo de cativar leitores para que estejam prontos para a compra no dia do lançamento.

O profissional que tem a função de criar capas de livros é um designer editorial especialista, que chamamos no mercado de capista.

Mas, Rubens, não posso criar eu mesmo a capa de meu livro?

Sendo sincero com você, a resposta é: depende. Vou explicar melhor:

• Se você está produzindo um livro independente com sérios objetivos comerciais ou como parte de seu marketing pessoal ou profissional (para o livro lhe dar mais autoridade para vender seus produtos e serviços), recomendo que contrate um capista profissional. O papel do designer não é apenas estético, ou seja, apenas fazer uma capa “bonita” ou “bacana”. A missão do capista é comunicar visualmente a mensagem do livro ao leitor. Este profissional estudou a fundo teoria e técnicas de design gráfico e comunicação visual e, por isso, está mais apto a traduzir de forma visual as intenções de seu livro. O investimento é válido pois, lançando um livro, você está colocando no mercado a sua própria imagem pessoal e profissional à prova. E ninguém quer arriscar a própria imagem.

• Agora, se você estiver lançando um livro apenas como hobbie, para preencher um desejo estritamente pessoal ou pensa em publicar sem foco no mercado de livros, apenas para distribuir sua obra para amigos e familiares — aí é um caso bem diferente. Se for assim, você pode tentar recorrer a modelos prontos (no Canva, por exemplo) ou até tentar criar uma capa você mesmo. Nesse caso, não é necessário gastar com um profissional com boa formação e experiência no mercado editorial.

Para outras dicas específicas sobre capas de livros, sugiro esses três artigos:
a) Capas de Livros: 5 Dicas para Autores
b) A Estrutura de Uma Capa de Livro
c) O que Escrever em uma Capa de Livro

3. Projeto e Diagramação

Vamos focar agora no visual do interior do livro, que chamamos de miolo. Enquanto a capa é um elemento de marketing focado em atrair e conquistar o leitor, a parte interna é puramente editorial.

projeto do miolo é realizado por um designer editorial e tem três objetivos principais:

  • dar legibilidade à sua obra, ou seja, dar ao leitor uma leitura agradável, natural e sem esforço.
  • dar ao miolo identidade compatível com o segmento, tema e assunto do seu livro.
  • fazer com que a parte interna tenha coerência visual com a linguagem da capa, tornando o livro um objeto único.

Portanto, é nessa etapa é que definimos:

  • a tipologia (fonte) para o texto e títulos
  • os tamanhos e pesos das fontes (hierarquia visual)
  • as margens da página e o tamanho da mancha de texto
  • os espaçamentos: entrelinhas, entre parágrafos, recuos e indentações

diagramação é justamente a aplicação deste projeto editorial, destas definições, em todo o texto, em todas as páginas do livro.

Ao produzir um livro, esta diagramação pode ser realizada pelo mesmo designer que criou o projeto. Ou pode ser realizada por um profissional específico, o diagramador. Para conhecer melhor as diferenças entre designer e diagramador, acesse o artigo O Papel do Designer Gráfico.

Para se criar um livro de qualidade profissional, não se usa um editor de texto como o Microsoft Word. Na verdade, para o projeto e diagramação do miolo da publicação é usado um software específico para editoração de livros. O mais utilizado no mercado editorial profissional é o Adobe InDesign.

4. ISBN e Ficha Catalográfica

Catalogar sua obra também faz parte do processo de produzir um livro independente. Sim, é bom para seu livro ser encontrado e, sobretudo, importante para sua obra não parecer amadora demais.

ISBN

número do ISBN é a identidade de seu livro. Essa identificação ajuda seu livro a ser catalogado formalmente. Dessa maneira, sua obra pode ser encontrada mais facilmente em livrarias e distribuidores offline e online. O ISBN será usado na própria ficha catalográfica no miolo do livro e no verso do livro, em um código de barras.

Já há algum tempo, você pode obter o ISBN pela internet. A partir de março de 2020, a administração do ISBN deixou a Biblioteca Nacional e ficou sob responsabilidade da CBL (Câmara Brasileira do Livro). Veja mais informações sobre o ISBN e como se cadastrar em: https://servicos.cbl.org.br/isbn/.

A Agência do ISBN recomenda que a versão impressa e a versão digital de seu livro tenham ISBNs diferentes para correta catalogação (pois são versões de um mesmo produto com entregas, formatos e preços diferentes). O mesmo raciocínio serve para o audiolivro: seria necessário um terceiro ISBN para essa versão.

Ficha Catalográfica

Ficha Catalográfica é obrigatória por Lei Federal para todas as publicações não periódicas. Nela temos informações como:

  • Título do livro
  • Nomes dos autores
  • Nomes de colaboradores como ilustradores e tradutores
  • Data da publicação
  • Local da publicação
  • Nome da empresa (PJ) ou pessoa (PF) responsável pela publicação

A ficha catalográfica deve ser preparada e assinada por um bibliotecário responsável, matriculado no Conselho Regional de Biblioteconomia. Depois de entregue, a ficha será inserida pelo diagramador na parte interna do livro, na página de créditos (verso da folha de rosto).

5. Revisão

É neste material, já formatado e diagramado, que será realizada a revisão.

O revisor é o profissional do mercado editorial responsável pela revisão. Este profissional pode ou não ser o mesmo que realizou a etapa de preparação.

O revisor vai fazer a última varredura no texto, corrigindo possíveis erros de ortografia e/ou gramática. Seu objetivo é minimizar ao máximo a ocorrência de incorreções no texto.

O profissional também faz a conferência do conteúdo em relação ao sumário, números de página, cabeçalhos e aberturas de capítulos. Além disso, vai verificar o padrão de diagramação (recuos, linhas orfãs, viúvas, forcas, espaços duplos, linhas duplas etc).

Normalmente, são feitas duas revisões no livro diagramado.

6. Impressão

É a última etapa do processo de produzir um livro independente.

A capa e o miolo do livro são impressos separados e, em seguida, unidos pela lombada. O tipo de conexão da capa com o miolo dependerá do tipo de encadernação que escolherá para seu livro. Abaixo, temos algumas opções:

  • brochura (com ou sem orelhas)
  • capa dura
  • capa flexível
  • espiral
  • grampo

Impressão Offset

Por causa de suas grandes máquinas e caros insumos, a impressão offset é reservada apenas para grandes tiragens, acima de 1.000 exemplares. Normalmente, são as editoras que trabalham com essas tiragens. Para elas, o uso de grandes gráficas offset compensa bastante pois quanto maior a tiragem, menor o custo unitário da impressão do livro.

Para os autores independentes, fazer uma impressão offset significa investir antecipadamente em milhares de exemplares. Portanto, isso representa um investimento inicial muito alto e um risco maior. Ao mesmo tempo, a maioria dos autores independentes tem dificuldade em arranjar espaço para estocar caixas e mais caixas de livros.

Outras alternativas

Uma opção seria a impressão digital. O valor unitário por livro é maior, mas o autor pode imprimir os livros em pequenas tiragens de 50, 100 ou 300 livros, conforme sua necessidade. Isto é, ele pode fazer pequenos investimentos por vez. Caso esgote sua primeira tiragem, basta imprimir mais exemplares em uma nova pequena tiragem.

Outra opção, seria a impressão sob demanda (POD – Print On Demand). Existem empresas no mercado que imprimem seu livro só quando são vendidos. Eles cuidam da impressão, montagem, manuseio e distribuição do livro e pagam ao autor royalties de 20 a 30% do valor de cada livro vendido. É uma maneira de fazer seu livro chegar a seus leitores sem ter que investir na impressão e distribuição.

A própria Amazon faz impressão sob demanda. Sim, além de publicar e distribuir seus e-books, a Amazon pode imprimir seu livro em papel e entregá-los a seus clientes. Infelizmente, ainda não temos um centro de impressão/distribuição da empresa no Brasil. Os livros são enviados aos leitores pelo Centro de Distribuição mais próximo, que é o dos Estados Unidos. Este fato encarece um pouco o produto final e eleva o prazo de entrega.

Espero que este texto, sobre como produzir um livro independente, tenha ajudado você a planejar a produção de sua obra de maneira mais profissional e com mais qualidade. Afinal, não adianta investir tanto tempo em escrever um bom livro, mas se descuidar na hora de produzi-lo, não é? Desejo muito sucesso para sua futura obra!!


Leia também:

A Capa de Livro, Seus Segredos e Seus Mitos
Livros: tamanhos e formatos mais comuns
Lombada de Livro: qual orientação é a correta?


Rubens Lima

rubens Lima

São mais de 25 anos de experiência na criação de livros para tradicionais editoras do mercado e autores independentes. Rubens é um profissional com centenas de capas publicadas e, por três vezes, jurado do Prêmio Jabuti, a premiação de maior prestígio no mercado de livros. É pós-graduado (MBA) em Book Publishing (Edição e Publicação de Livros) e professor de Design Editorial.

para autores

Seu livro será um sucesso com seus leitores?

Baixe gratuitamente o BOOKCHECK, material especial do programa PUBLICAR PARA VENCER® de Rubens Lima! Com o ele, você saberá se está no caminho certo ou se precisa se planejar melhor para publicar uma obra que vai efetivamente encantar seus leitores!

Outros posts

Por que Publicar um Livro?

Um livro, além de uma realização pessoal, é uma poderosa ferramenta de marketing pessoal e profissional que vai alavancar sua carreira.

A Capa de Livro e seus mitos

Você sabe qual é a REAL função de uma capa de livro? Aqui revelamos os segredos e mitos da capa para desvendar o sucesso de seu livro!

o livro que está escrevendo vai REALMENTE CONQUISTAR o seu leitor?

Tire essa dúvida agora, baixando gratuitamente o BOOKCHECK, material especial do programa PUBLICAR PARA VENCER® de Rubens Lima! Com o ele, você saberá se está no caminho certo ou se precisa se planejar melhor para publicar uma obra que vai efetivamente encantar seus leitores.

AUTORES E AUTORAS INDEPENDENTES

Quer saber se o seu livro vai conquistar seu leitor?

Baixe grátis o BookCheck, material do Programa PUBLICAR PARA VENCER de Rubens Lima. Saiba agora se você está preparado para lançar um livro profissional que possa realmente alavancar sua carreira como consultor, coach, professor ou especialista em sua área!