1 – A Capa de Livro

Os 7 Segredos do Design de Capas de Livros são sete artigos curtos e bem objetivos que tratam desde temas básicos até os problemas do dia a dia em relação ao processo de design gráfico editorial. O Objetivo é positivo: tentar esclarecer melhor este “árduo” processo e melhorar a relação do designer gráfico editorial com todos os profissionais envolvidos nesta produção: editores, autores, produtores e livreiros. Afinal, temos um ponto em comum que sempre vai nos unir: compartilhamos o amor por este objeto precioso chamado livro.

Quais as funções de uma capa de livro?


A capa de um livro tem três funções básicas:

A) Proteção
A primeira e mais básica função de uma capa de livro é proteger seu frágil, caro e valioso conteúdo. Uma função física. Nos primeiros livros, a capa, de material duro e resistente, tinha apenas esta função, sem palavras, sem imagens.

B) Identidade
Com o tempo e a evolução das técnicas de impressão, a capa adquiriu mais um propósito: identificar o livro.
Passamos então a encontrar na capa informações que identificam a obra: o que é, sobre o que é, quem escreveu, quem produziu. Outra função relacionada à identidade é dar a publicação uma aparência específica, distinta — uma identidade própria que a diferencie de outras publicações semelhantes. O objetivo é diferenciar um livro de outros similares — torná-lo único — o conceito básico de identidade visual.

C) Valor e Apelo Comercial
A partir da evolução dos meios de produção e o surgimento do formato brochura, o custo do livro baixou bastante — e o que era um produto de luxo, para poucos, se tornou um produto de varejo, acessível a uma camada maior da população. A capa de um livro, por ser o primeiro contato do leitor (consumidor) com a publicação (produto) ganha a função de chamar a atenção do leitor e seduzí-lo para efetivar a compra da obra, sendo utilizadas para isso técnicas de comunicação visual e escrita. Além disso, explorando as diversas possibilidades de projetos e acabamentos, a capa tornou-se um elemento importante para agregar valor comercial ao livro.

Conclusão:
Se repararem bem, estas três funções acima são as mesmas de uma embalagem de qualquer produto: um perfume, um brinquedo, um sabão em pó. Ao mesmo tempo, a capa de livro não é uma embalagem qualquer:

1) A capa embala um produto muito especial, simplesmente o objeto que revolucionou a transmissão de conhecimento (antes feita exclusivamente por via oral). Com o livro, o alcance do conhecimento se tornou muito maior e sua difusão tornou-se muito mais rápida, influenciando a própria evolução da humanidade.
2) A capa de um livro é uma das raras embalagens que é parte do produto. Não é descartável e, em condições normais, permanece conectada ao produto durante toda a vida útil dele.

Se você gosta de design editorial e produção de livros como eu...

...então, certamente eu gostaria de conhecer você! Deixe seu nome e e-mail que eu te aviso se tiver conteúdo novo e útil sobre o tema: um post no meu blog, um vídeo novo, um webinar em vídeo, uma palestra marcada ou até um workshop presencial. Vem para a lista do Capista!

* indicates required