4 – O Briefing Editorial

Os 7 Segredos do Design de Capas de Livros são sete artigos curtos e bem objetivos que tratam desde temas básicos até os problemas do dia a dia em relação ao processo de design gráfico editorial. O Objetivo é positivo: tentar esclarecer melhor este “árduo” processo e melhorar a relação do designer gráfico editorial com todos os profissionais envolvidos nesta produção: editores, produtores editoriais, autores e livreiros. Afinal, temos um ponto em comum que sempre vai nos unir: compartilhamos o amor por este objeto precioso chamado livro.

Como seria um briefing ideal para criação de capa de livro?


A capa de livro não é um elemento artístico ou meramente estético. Na verdade, a capa de livro é o principal elemento de toda a divulgação comercial de uma publicação, além de ser o elemento que introduz o leitor ao universo conceitual da obra. Ou seja, sua importância é dupla: comercial e editorial. Muitas editoras, infelizmente, não sabem como elaborar a pauta inicial com as informações essenciais para que o designer editorial realize um trabalho eficiente em relação à capa de livro. Fazem o capista trabalhar às cegas, sem saber os objetivos que a editora busca com o projeto visual do livro. Abaixo, segue uma sugestão de estrutura que ajudaria muitos profissionais de design e, consequentemente, as editoras a elaborarem capas que dialoguem melhor com seus leitores e passem a mensagem visual certa para despertar o interesse do público neste produto chamado livro.

A) Informações editoriais

Área/Assunto:
Título do livro:
Autor (es):
Subtítulo (texto explicativo de caráter editorial):
Chamada (texto informativo de caráter comercial):
Outros textos frontais: (chamadas, citações, destaques…):
Outros elementos (logotipos, selos…):

B) Informações técnicas

Tamanho do livro: A x L (mm)
Encadernação: brochura com orelhas, capa dura, capa flexível, espiral, grampo. Inclui luva ou cinta?
Número de páginas estimado: (para previsão de lombada)
Tipo de impressão em cores: 4x4, 4x0, 4x1, 1x1, 2x0 etc
Acabamentos predefinidos: (verniz UV, laminações, hot stamping, relevo seco etc)

C) Informações comerciais

Público-alvo: Alguma característica especial no perfil do leitor que teria mais probabilidade de sintonizar com o conteúdo do livro? Sexo/gênero, faixa etária (intervalo de no máximo 6 anos), escolaridade, classe social, hobbys, hábitos, profissão específica, problemas, ambições ou necessidades específicas?
Exemplos:
NÃO-FICÇÃO: meu público prioritário são mulheres na faixa de 28 a 33 anos de perfil independente com formação superior e da classe A/B. O foco são profissionais liberais que tenham filhos e encontram grande dificuldade em equilibrar a vida profissional com a vida familiar. É uma mulher já acostumada a comprar livros de desenvolvimento pessoal de autores como Augusto Cury, Roberto Shinyashiki entre outros. 
FICÇÃO: meu público prioritário são jovens entre 19 e 24 anos, espírito aventureiro, sexo masculino, de perfil geek que adoram tecnologia e personagens cult. São certamente leitores de livros como Neuromancer, Guia do Mochileiro das Galáxias e Senhor do Anéis. No cinema, são fãs de Star Wars e filmes da Marvel Comics.

Posicionamento/estratégia da editora: o posicionamento comercial em relação à publicação, ou seja, com que imagem a editora quer “vender” o livro para o público, qual o seu diferencial de mercado? Afinal, se a editora está solicitando uma capa sem definir estas informações, há algo de deficiente no processo de planejamento de lançamento de produtos. 
Exemplos: O mais polêmico livro deste autor;  O primeiro livro sobre o assunto; Uma nova e revolucionária visão sobre este tema, O mais atualizado e completo livro sobre o assunto; Um livro delicado e sensível que vai te emocionar, Um livro de paixões intensas e relacionamentos desajustados, O livro mais antigo e tradicional sobre o tema, etc

Expectativas da editora: orientação e/ou recomendações gerais da editora para que o designer compreenda a visão da editora ou do autor sobre a capa.
Exemplos:
• “Já temos dois livros deste assunto com fundo azul, por favor, evitar fundos nessa cor.”
• “Imagino uma capa bem alegre, convidativa, que o leitor enxergue as soluções para seus problemas”
• “Gostaríamos que nosso leitor enxergasse um livro moderno, bem atual. Gostaríamos que percebessem que é uma obra mais sensível e leve — não queremos nem cores nem elementos pesados ou exagerados. Buscamos elegância.
• “Gostaríamos que o título fosse bem chamativo mas o nome do autor mais discreto, já que ainda é um autor desconhecido e com pequena plataforma. Gostaríamos de uma linguagem bem popular pois dialogaria melhor com nosso público.”
• “A autora prefere capas sem imagens, por favor, trabalhar apenas com a tipografia (letras)”

Referências: imagens ou links com livros concorrentes ou livros do mesmo autor ou livros do assunto ou até capas livros que a editora ou o autor achem interessantes — ajuda a entender o tipo de capas que atrai o editor ou autor dentro do tema.

Anexos: são os arquivos digitais com texto de apresentação e/ou prefácio e o sumário. O ideal é mandar o briefing ao seu designer sempre com estes textos (mesmo que não sejam ainda definitivos) pois eles já resumem a visão da editora em relação à obra.

Se você gosta de design editorial e produção de livros como eu...

...então, certamente eu gostaria de conhecer você! Deixe seu nome e e-mail que eu te aviso se tiver conteúdo novo e útil sobre o tema: um post no meu blog, um vídeo novo, um webinar em vídeo, uma palestra marcada ou até um workshop presencial. Vem para a lista do Capista!

* indicates required