OS 7 SEGREDOS DA CRIAÇÃO DE CAPAS DE LIVROS

Não seguir estes mandamentos é um verdadeiro pecado que torna menos eficiente o processo de criação de capas de livros.

6 – Mandamentos para quem contrata um capista

1) Não solicitarás um projeto de capa de livro sem briefing.
“Oi Capista, segue o título do livro e a chamada da capa. Aguardamos os layouts para o final da semana, ok?”

Se o trabalho do capista é traduzir visualmente as intenções comerciais e editoriais para o livro, então é preciso expor essas intenções e expectativas na solicitação de um projeto de capa (que é o que chamamos de briefing).

 

2) Não tentarás explicar o conteúdo de teu livro na capa.
“Por favor, eu gostaria que a capa de meu livro mostrasse os 6 passos do processo de produção do petróleo através de um diagrama — cuja referência estou mandando em Power Point”.

Este é um pedido típico de muitos autores de livros técnicos e profissionais. É obrigação do Designer capista ou da Editora esclarecer ao autor porque este pedido não seria interessante para sua obra. O autor deve entender que a capa não é o espaço para explicar o conteúdo do livro, nem colocar informações de entendimento mais complexo ou explicitar todos os assuntos que o livro aborda. A capa é objeto de leitura e apreensão muito imediata, rápida — deve então focar em traduzir o conceito-chave do livro, sua ideia mais importante, seu diferencial.

 

3) Não avaliarás um projeto de capa de livro baseado em teu gosto pessoal.
“Amei esta capa. Não gosto de fundo escuro. Gosto de capa verde. Nunca gostei desta combinação de cores.”

Fato recorrente em muitos clientes: tratar a criação de uma capa como algo pessoal, artístico e intuitivo — e tomar suas decisões baseadas apenas em seu gosto pessoal (ou da filha…ou do marido). No processo de criação de uma capa não devemos nunca perder o foco no mercado e no público leitor que comprará a obra — afinal, é para dialogar com eles que estamos criando a capa do livro (não para dialogar com o autor ou a editora). Resumindo: Para avaliar uma proposta de capa de livro devemos deixar nosso gosto pessoal (do designer, do autor e do editor) de lado — o que vale é o gosto do futuro comprador do livro, o leitor.

 

4) Darás sempre um feedback completo a teu capista.
“Não ficou bom, não sei porquê… faz outro layout?” ou “Meu diretor não gostou destes layouts, desenvolva outras opções”

Feedback é a resposta ou a avaliação que o cliente faz dos primeiros layouts apresentados por seu designer. O cliente deve avaliar comercialmente e editorialmente os layouts apresentados para orientar de forma eficiente uma segunda apresentação. Os feedbacks acima descritos (que são, infelizmente, muito comuns no mercado) não trazem para o designer nenhuma informação relevante que o ajude a ajustar, melhorar ou mudar o conceito dos layouts apresentados. Sem informações objetivas, o capista está sempre começando do zero e tentando adivinhar quais elementos pode mudar para satisfazer seu cliente. E o processo de criação de capas de livros não pode virar um improdutivo processo de adivinhação — tem que ser sempre um processo bem objetivo e assertivo.

 

5) Não imporás soluções visuais a teu designer.
“Achei que o título não está chamando atenção, por favor, aumente o tamanho das letras e coloque em negrito”.

Um problema que acontece bastante nos feedbacks é o cliente (Autor ou Editora) passar o problema e já impor uma solução visual a seu designer. Ele é tentado a exercer a função de capista sem ter formação para tal. Com isso, o cliente diminui muito a capacidade do capista em ajudá-lo a atingir o melhor resultado para a capa. O profissional de design conhece opções de soluções e recursos visuais alternativos para destacar um título (alterar composição, cores, posicionamento, peso). O ideal é apresentar apenas o problema (“o título não está chamando atenção”) e permitir que o capista contratado apresente ao cliente as melhores soluções para resolvê-lo.

Gostou desta seção? Aprendeu algo com ela? Tem alguma dúvida?
Comente, pergunte, escreva para mim. Adoro sua participação e seus comentários!